Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Doriva critica falta de movimentação do São Paulo em derrota

Segundo técnico da equipe, jogadores precisam se desmarcar mais

O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2015 | 09h30

No primeiro jogo como técnico do São Paulo, Doriva afirmou que faltou ao time se movimentar para criar mais chances e ter evitado a derrota para o Fluminense. O time carioca foi mais eficiente no Maracanã e fez 2 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, em atuação que deixou o treinador novato no cargo frustrado com a produção da equipe, que deixou escapar a chance de chegar ao G-4.

"Tem que haver mais mobilidade e movimentação. Não podemos ficar estáticos, temos que ter variações de jogo até mesmo para conseguir criar as situações", comentou Doriva em entrevista coletiva logo depois da derrota. O primeiro jogo dele no comando do São Paulo foi menos de uma semana depois de assumir o cargo na vaga de Juan Carlos Osorio, agora treinador da seleção mexicana.

Para Doriva, a equipe teve mais posse de bola no primeiro tempo e poderia ter levado mais perigo para o gol de Diego Cavalieri se tivesse se desmarcado. "Temos que ter mais dinâmica para criar as situações. O Fluminense ficou fechado, então faltou se posicionar melhor, fugir da marcação para furar o bloqueio e fazer o gol", comentou. Na chances mais perigosas, Ganso e Luis Fabiano chegaram a acertar a trave.

O ex-técnico da Ponte Preta afirmou que uma das falhas mais chamativas da equipe foi também no posicionamento. "Ainda vamos acertar a equipe, ter mais compactação. Ficamos muito espaçados. Faltou colocar isso em prática e com certeza é uma das coisas que vou cobrar nos treinos", afirmou Doriva. O próximo jogo da equipe é contra o Vasco, domingo, no Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.