Dorival confia em 'solução definitiva' para atraso de salários

Dorival confia em 'solução definitiva' para atraso de salários

Treinador afirma que atraso interfere na situação dentro de campo

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2015 | 19h26

O Santos deve para os jogadores “apenas” o salário de junho, que deveria ter sido pago no início deste mês. A situação foi confirmada por Dorival Junior, que reconhece que o problema afeta dentro do campo.

“Toda situação extracampo acaba tendo interferência em algum momento. Esperamos que a diretoria continue trabalhando com essa intensidade, porque precisamos que os jogadores tenham tranquilidade para fazer o melhor em campo. Acredito que conseguirão uma solução definitiva”, disse o técnico.

O Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo (Sapesp) enviou ofício à CBF e ao STJD no último dia 20 denunciando o clube pelos seguidos atrasos. Além do atraso salarial, o clube não teria recolhido o FGTS de alguns jogadores.

O caso ainda será julgado, mas se o Santos não fizer o pagamento até o dia 5 de agosto, o que caracterizaria um atraso superior a 30 dias, pode ser punido com a perda de pontos no Campeonato Brasileiro. O clube afirmou em nota que já entrou em contato com o sindicato e que a situação foi resolvida.

A possibilidade de perda de pontos deixa os jogadores preocupados. “Tem a questão dos direitos dos atletas. Mas se perdermos pontos vai prejudicar o atleta da mesma maneira”, disse o lateral Victor Ferraz.  

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSantos FCDorival

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.