Dorival dá nota '6 a 7' ao Palmeiras após derrota em clássico

Mesmo com derrota por 3 a 1, técnico não vê domínio santista na partida; próximo adversário da equipe é o líder Cruzeiro, no Mineirão

Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2014 | 19h53

O técnico Dorival Júnior não achou tão ruim a atuação do Palmeiras na derrota por 3 a 1 para o Santos, neste domingo, no Pacaembu. Na avaliação do treinador, a equipe, apesar de não ter sido "brilhante", também não chegou a ser dominada pelo rival, que aproveitou bem as chances que teve.

"O Palmeiras teve uma nota de 6 a 7. Não foi brilhante mas não sofreu muito perigo a não ser nos lances do gol. A equipe vinha se comportando muito bem, mas não teve a criação de outros momentos", disse o treinador, em entrevista coletiva.

A derrota vem depois de três vitórias em sequência, que pareciam indicar um Palmeiras respirando contra o rebaixamento. "A realidade é essa, por isso não podemos relaxar. Hoje (domingo) acabou acontecendo, mas disso fica a esperança que a equipe tentou jogar e, de repente, em cinco minutos, perdeu a possibilidade de um resultado melhor", avaliou o treinador.

Dorival Júnior defendeu, em sua entrevista coletiva depois do jogo, que o elenco do Palmeiras não se deixe abalar por essa derrota e mantenha a confiança adquirida pelas três vitórias em sequência. "A confiança vinha sendo demonstrada dentro de campo, mas o Santos tem um ataque dos mais perigosos. Mas isso não pode quebrar o que a equipe vinha buscando alcançar na competição."

Get Adobe Flash player

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.