Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Dorival despista sobre retorno de Diego ao Fla e pede atenção com o Paraná

Meia volta de um problema muscular, mas não tem vaga garantida no jogo contra o Paraná no fim de semana

Estadão Conteúdo

18 Outubro 2018 | 17h46

Recuperado de lesão muscular, o meia Diego não tem retorno garantido ao time titular do Flamengo na próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter trabalhado normalmente nos últimos dias, o jogador pode seguir de fora no confronto diante do Paraná neste domingo, no Durival de Britto, pela 30.ª rodada.

Diego se recuperou de uma lesão na coxa direita que o deixou afastado dos últimos três jogos do Flamengo. No entanto, a equipe se acertou com Willian Arão em sua vaga e vem de vitórias convincentes contra Corinthians e Fluminense, ambas por 3 a 0, o que pode levar o técnico Dorival Júnior a manter o esquema.

"Não tem a decisão e a definição ainda. Aguardamos o Diego e a sua recuperação. Ainda está em recuperação. Temos três dias de trabalho para definir. Não vamos ligar Diego ao Arão. O pensamento é sempre de aproveitar todos os jogadores possíveis. Diego é importante dentro e fora de campo e é um profissional que merece respeito. Tudo isso vai se completar quando tivermos os dois jogadores para explorar as características de cada um", declarou o treinador nesta quinta-feira.

Com ou sem Diego, o Flamengo precisa da vitória em Curitiba para seguir na perseguição ao líder Palmeiras. O time carioca está a quatro pontos do rival paulista e vai encarar o lanterna do Brasileirão, que tem apenas 17 pontos. Apesar da diferença na tabela, Dorival pediu bastante cuidado com o Paraná.

"Vamos ter uma partida em que dependeremos muito das nossas condições para buscar o melhor resultado. Será importante para a sequência da competição. As três primeiras equipes ainda irão jogar contra o Paraná e estamos atentos para fazer a nossa parte. Vamos buscar o resultado e tentar continuar apresentando o futebol que estamos apresentando nos últimos jogos", comentou.

O treinador também alertou para que o Flamengo não entre de "salto alto" na partida. "Vamos encarar com a mesma seriedade, intensidade e respeito. Temos o conhecimento de que serão pontos fundamentais para a sequência da competição. Vamos buscar primeiro fazer a nossa parte primeiro para seguirmos sonhando com alguma coisa."

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolFlamengoDorival Junior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.