Dorival diz que resultado aumenta confiança santista

Dorival Júnior não tem mais dúvida: depois dos 6 a 2, na soma dos dois resultados contra o São Paulo, pelas semifinais do Campeonato Paulista, o Santos confirmou que joga o melhor futebol do Brasil, até mesmo quando altera a maneira de jogar como aconteceu neste domingo, com a saída do atacante André para a entrada de um lateral e a montagem do meio-de-campo com três meias, saindo do 4-3-3 para o 4-4-2.

SANCHES FILHO, Agência Estado

18 de abril de 2010 | 20h39

Veja também:

link JOGO - Leia como foi Santos 3x0 São Paulo

blog BATE-PRONTO: Favoritismo à prova

lista PAULISTÃO: Calendário / Resultados

som TERRITÓRIO ELDORADO: Ouça os gols

"Era o resultado que faltava para termos uma confiança maior", afirmou o treinador. "Não tem como duvidar de um time que fez uma boa campanha na fase de classificação, ganhando a maioria dos jogos com autoridade", acrescentou o treinador santista. "Procuramos a confirmação após a fase de classificação, na qual tivemos uma campanha brilhante, e estamos tendo o reconhecimento geral", comemorou. "Se vamos confirmar tudo isso com a conquista do título, só o tempo dirá".

O técnico explicou ter optado pela entrada de Pará na direita para dar maior poder de marcação ao meio-campo, não deixando apenas Arouca à frente da defesa. "Com a mudança, melhoramos a nossa posse e o combate ao adversário na intermediária", disse.

Em meio à alegria pela segunda vitória nas semifinais, Dorival Júnior adiantou que os jogadores que estiveram em campo vão apenas treinar durante a semana. Ele escalará um time alternativo para enfrentar o Guarani, quarta-feira, pela Copa do Brasil. No jogo de ida, o Santos goleou por 8 a 1, resultado que permite ao time perder por até 6 a 0 na partida de volta, em Campinas.

Embora o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro tenha decidido que o Santos decidirá o título na capital, provavelmente no Pacaembu, Dorival disse é favorável à manutenção do mando para a Vila Belmiro. "Penso na conquista e não no lado financeiro. Seria importante jogarmos na Vila Belmiro porque o gramado facilita o nosso estilo de jogo, em velocidade e com a bola no chão", argumentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.