Divulgação
Divulgação

Dorival exalta força do Santos na Vila e pede para não deixar estádio

Time costuma ter melhor público e renda quando joga no Pacaembu

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 10h50

No comando do Santos há três jogos, o técnico Dorival Júnior dirigiu o time em duas vitórias, ambas na Vila Belmiro, sendo que a última delas, o triunfo por 3 a 1 sobre o Sport, na noite de quarta-feira, assegurou a classificação da equipe às oitavas de final da Copa do Brasil. Por isso, o técnico Dorival Júnior fez um apelo para que o Santos siga mandando os seus jogos no estádio.

"Eu jamais gostaria de sair daqui. Para mim, temos que jogar em casa, independentemente de público. Temos interesse no resultado e aqui os jogadores se sentem bem", afirmou o treinador, satisfeito com a postura do time e os resultados conquistados na Vila Belmiro, mesmo com os baixos públicos registrados no estádio - na última quarta-feira, o estádio recebeu 8.370 pagantes.

Com o clube enfrentando graves problemas financeiros, o presidente Modesto Roma Júnior já admitiu a intenção de levar jogos como mandante para estádios fora de São Paulo, além de ter revelado o desejo de realizar algumas partidas no Pacaembu.

O próximo compromisso, porém, será mais uma vez na Vila Belmiro. No domingo, o Santos enfrentará o Joinville, em casa, pelo Campeonato Brasileiro, torneio no qual a equipe está na zona de rebaixamento. Pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o próximo adversário será definido por sorteio, que está marcado para o dia 4 de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.