Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Dorival Júnior defende Vitor Bueno, mas põe dúvida sobre futuro de Zeca no Santos

Santos enfrenta a Ponte Preta, segunda-feira, no Pacaembu

Estadao Conteudo

07 de abril de 2017 | 18h06

Um dos jogadores mais contestados pela torcida do Santos neste início de temporada, o atacante Vitor Bueno foi defendido pelo técnico Dorival Júnior, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé, em Santos, e deverá ser titular no jogo contra a Ponte Preta, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, nesta segunda, às 20 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

"Vitor Bueno tem uma condição que vem sendo muito debatida, porém é o jogador com maior numero de gols na nossa equipe e o que mais deu passes de gols. Nós precisamos ter um pouco de paciência com o atleta quando ele começa a viver um momento um pouco instável. A instabilidade é da própria equipe, não é somente do Vitor Bueno. E cabe a nós reverter esse quadro. Fizemos jogos brilhantes, excelentes, frente a Palmeiras, The Strongest. E esses jogadores foram decisivos. Não vejo motivo nenhum para que nos alertemos", enfatizou o treinador santista.

O comandante também falou sobre a situação de Zeca. O lateral-esquerdo, que está recuperado de um edema muscular na coxa direita, foi liberado durante a semana para resolver questões burocráticas na Europa e teve a presença na partida de volta contra a Ponte Preta posta em dúvida. E deixando uma interrogação no ar sobre a permanência do atleta na Vila Belmiro.

"O Zeca teve uma situação já definida com a diretoria e o Dagoberto, superintendente de futebol, quase que exigiu que ele viajasse nessa semana, em razão de já tirar da frente qualquer situação que ficasse. Até porque teve a lesão. E a lesão do Zeca, muito mais do que tratamento, precisaria de repouso. E em cima desse repouso, em conversas com o diretor de futebol, nós chegamos a essa conclusão: que ele deveria resolver esse problema com urgência e a partir daí voltaria em condições. Treinou normalmente, está buscando o melhor condicionamento e a definição ficará para hoje (sexta-feira), amanhã (sábado), em razão do possível retorno ou não", explicou Dorival Júnior.

A derrota na primeira partida obriga o Santos a vencer o time de Campinas (SP) por dois ou mais gols de diferença para evitar a decisão por pênaltis. A equipe santista deverá ir a campo da seguinte forma: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

Tudo o que sabemos sobre:
SantosfutebolSantos [time]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.