Dorival Júnior diz que desgaste emocional pesou para o Internacional

O técnico Dorival Júnior afirmou no último domingo, após a derrota por 2 a 1 no clássico com o Grêmio, no Olímpico, que os jogadores do Internacional acabaram prejudicados no confronto pelo desgaste emocional provocado pela decisão da Recopa Sul-Americana, disputada na última quarta-feira, no Beira-Rio, onde a equipe gaúcha bateu o Independiente por 3 a 1 e se sagrou campeã do torneio.

AE, Agência Estado

29 de agosto de 2011 | 10h00

"O time sentiu o desgaste emocional da final da Recopa. Os jogadores foram ao limite na quarta-feira, e hoje (domingo) tiveram uma partida complicada pela frente. Vamos pensar no próximo jogo", ressaltou o treinador, se referindo ao duelo contra o Santos, às 21h50, no Beira-Rio, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O presidente do Inter, Giovanni Luigi, compartilhou com a mesma opinião de Dorival ao comentar a derrota para o Grêmio, que deixou a equipe colorada na oitava posição do torneio nacional, com 27 pontos.

"Tivemos um jogo que nos exigiu muito contra o Independiente. Os jogadores deram tudo de si, e hoje (domingo) este desgaste pesou um pouco. Mas temos totais condições de buscar melhores resultados no returno", disse o dirigente.

O goleiro Muriel, por sua vez, também preferiu projetar os próximos desafios do Inter a lamentar a derrota para os gremistas. "Infelizmente hoje (domingo) não deu e vamos buscar os três pontos no próximo jogo", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.