Bernardo Monteiro/Vipcomm/DIVULGAÇÃO
Bernardo Monteiro/Vipcomm/DIVULGAÇÃO

Dorival Júnior diz que Flamengo pagou preço alto por reformulação

O técnico do Rubro-negro admitiu que o ano foi decepcionante e promete 2013 diferente

AE, Agência Estado

30 de novembro de 2012 | 14h45

RIO - Prestes a comandar o Flamengo no último jogo da equipe nesta temporada, no clássico deste sábado, contra o Botafogo, às 19h30, no Engenhão, pela rodada final do Campeonato Brasileiro, o técnico Dorival Júnior admitiu nesta sexta-feira que a equipe viveu um 2012 decepcionante. E creditou como principal motivo para isso o grande número de jogadores que a equipe perdeu durante o ano, entre eles Ronaldinho Gaúcho, hoje no Atlético-MG.

O comandante falou sobre o assunto ao comentar o fato de o Flamengo chegar à última rodada do Brasileirão ocupando a modesta 11.ª posição, sem nenhum grande objetivo a buscar diante dos botafoguenses.

"Não foi a campanha que todos nós gostaríamos. Eu peguei a equipe pronta. Não digo que teríamos melhores ou piores resultados, mas gosto de montar equipes com características diferentes, gosto de montar o time, gosto de fazer esse trabalho, e tive que seguir com o elenco já formado. O Flamengo iniciou uma reformulação do elenco dentro do campeonato e pagamos um preço alto por isso", analisou o treinador.

Dorival assumiu o Flamengo no final de julho, no lugar de Joel Santana, quando a equipe carioca atravessava péssima fase na competição nacional. E ele acabou tendo pouco tempo para montar uma equipe competitiva e admite que pegou um time desmantelado, diferentemente do que aconteceu na maioria dos clubes que já dirigiu.

"A exceção do Inter, e do próprio Flamengo, não trabalhei assim em outros clubes, já peguei times montados. É um quebra-cabeças. Diante das condições que o Flamengo tem vamos tentar melhorar essa base e, com a chegada de alguns jogadores, o rendimento dos que estão aqui vai ter um acréscimo. Teremos um Flamengo bem diferente do que foi este ano. Não tenho dúvidas de que em 2013, se fizermos o que estamos planejando, o saldo será melhor", completou Dorival, otimista em relação ao futuro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.