Dorival Júnior elogia Atlético-MG, mas lamenta relaxamento

Técnico ficou insatisfeito com queda de ritmo no segundo tempo na vitória por 4 a 2 sobre o Guarani

AE, Agência Estado

21 de fevereiro de 2011 | 09h56

O técnico Dorival Júnior aprovou o desempenho do Atlético-MG apenas no primeiro tempo da vitória por 4 a 2 sobre o Guarani, em Divinópolis, em partida válida pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. A equipe abriu 4 a 0 na etapa inicial, mas diminuiu o ritmo nos 45 minutos finais.

"Poderíamos ter aproveitado e mantido a boa atuação que tivemos no primeiro tempo, diminuindo espaços, tirando o campo adversário e tentando atacar em velocidade, mas, infelizmente, é assim. Em determinados momentos, você relaxa automaticamente e fica difícil até o controle", disse.

Dorival explicou que pediu no intervalo para os jogadores manterem o bom desempenho, mas isso não ocorreu. "Já esperávamos isso, tanto que entramos falando apenas em um aspecto no segundo tempo, que a equipe não esmorecesse, não abaixasse a guarda. Isso acontece com todas as equipes e com o Atlético não foi diferente", afirmou.

O treinador atleticano tratou de exaltar a atuação da equipe no primeiro tempo em Divinópolis. "O primeiro tempo foi maravilhoso, muito bom mesmo, em todos os aspectos, e temos que ressaltar. No segundo, foi bem diferente, foi um jogo atípico, onde existiu um relaxamento que foi brusco até e difícil de você coordenar", comentou.

A vitória por 4 a 2 sobre o Guarani manteve o Atlético na liderança do Campeonato Mineiro com 12 pontos e 100% de aproveitamento. Agora, a equipe volta suas atenções para a Copa do Brasil, já que estreará na competição na quarta-feira, fora de casa, contra o IAPE, do Maranhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.