Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Dorival Junior expõe descontentamento no vestiário do Palmeiras

Ex-treinador condena 'corpo-mole' dos argentinos Allione, Tobio e Mouche, mas também revela que havia muitos jogadores no elenco

O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2014 | 14h53

As desavenças tornadas públicas entre o técnico Dorival Junior e os jogadores argentinos trazidos ao Brasil por Ricardo Gareca explicam um pouco o que era o vestiário do Palmeiras neste segundo semestre da temporada, consequentemente, a fragilidade do time no Campeonato Brasileiro em sua reta final. Havia muita gente descontente. O Palmeiras esteve ameaçado de voltar para a segunda divisão até o último minuto da última rodada, em partida contra o Atlético-PR. Ainda viveu o dissabor de ter de esperar por mais dois minutos o resultado do jogo do Vitória com o Santos.

Dorival, que não é mais técnico do Palmeiras, fez duras críticas aos argentinos Allione, Tobio e Mouche, poupando apenas o atacante Cristaldo. Durante sua permanência no clube, Dorival sempre tolerou os argentinos, e somente agora explicou suas razões para não usá-los. O treinador disse que não havia comprometimento dos jogadores. Ainda não se sabe o que a nova diretoria pretende fazer com os atletas, uma vez que todos têm contrato.

Dorival também explicou um pouco do que era o vestiário do Palmeiras a cada treinamento na Academia, a cada vez que ele tinha de decidir pelos relacionados para os jogos. "Havia 11 que estavam contentes e 30 que não conseguiam jogar", resumiu, dando a entender que o grupo era um barril de pólvora . A crítica tinha endereço certo, o presidente Paulo Nobre e seus parceiros do futebol. O Palmeiras chegou a ter 47 jogadores no elenco. Impossível deixar todos contentes sem jogar, sem ser relacionados, sem participar das principais atividades do time.


O Palmeiras terminou a temporada com 38 jogadores. Há outros oito que devem retornar ao clube após as férias e dez que têm seus contratos para renovar entre este mês e fevereiro. Portanto, são 56 atletas na folha de pagamento do Palmeiras pelo menos até o começo da temporada 2015.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasDorival JuniorAllione

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.