Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Dorival Júnior não desiste e pede por mais reforços no Santos

Técnico espera por pelo menos um jogador para o ataque

O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2016 | 07h02

O empate com o Gama por 0 a 0, no primeiro jogo sem a presença dos jogadores convocados para a seleção brasileira olímpica serviu para o técnico Dorival Júnior ressaltar ainda mais a necessidade de reforçar a equipe do Santos, mesmo com a janela de transferência para atletas que atuam no exterior estar fechada. O comandante santista quer, pelo menos, um atacante e um defensor.

A tendência é piorar a situação, já que Gabriel é cobiçado por vários clubes da Europa e já deixou no ar a possibilidade de sair logo após a disputa da Olimpíada. O meia Lucas Lima, o volante Thiago Maia e o lateral-esquerdo Zeca também são especulados no exterior.

“Estamos trabalhando e o mercado não propicia muitas opções. Com a janela fechada, natural que encontremos dificuldades. Procuramos jogador pelos lados do campo. Não sei se teremos, mas estamos atentos ao mercado para ter uma opção. Era um pedido que eu havia feito antes mesmo do Gabriel ir para a seleção. Vai ser difícil encontrar alguém que acrescente”, lamentou o treinador santista.

Para o jogo com o Vitória, domingo, no Barradão, Dorival deve manter Copete no ataque, na vaga de Gabriel, e Ricardo Oliveira pode aparecer no lugar de Rodrigão. 

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Santos FCFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.