Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Dorival Júnior nega conforto e pede alerta ao elenco do Palmeiras

Técnico comemora vitória, mas evita clima de euforia e minimiza contas para evitar a luta contra o rebaixamento no Brasileiro

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2014 | 07h00

Embalado por duas vitórias consecutivas, o Palmeiras conseguiu se distanciar da zona de rebaixamento, mas vai precisar manter a força para a dura sequência de jogos que está porvir - nas próximas rodadas o Alviverde vai enfrentar o Grêmio, Santos, Cruzeiro e Corinthians. O técnico Dorival Junior acredita que os últimos resultados dão mais ânimo, mas sabe que a equipe vai ter de seguir se superando para fugir do rebaixamento.

"Todas as equipes não estarão confortáveis em momento nenhum, e o Palmeiras tem de ter essa consciência. Nós temos que pensar que daqui para frente a necessidade de melhorar vai se acentuar. Encontramos um pouco mais de confiança com esses resultados, mas ainda é muito pouco para o que precisamos no campeonato", disse o treinador após a vitória sobre o Botafogo, nesta quarta.

Faltando doze rodadas para o fim do Campeonato, os clubes da parte de baixo da tabela se apegar aos cálculos para traçar metas para fugir da degola, mas para Dorival, a ordem é lutar um jogo após o outro. "Matemática no futebol é igual pesquisa de opinião em época de eleições. Não ajuda, só atrapalha. O importante é fazer seus pontos e ir somando. Meu pensamento agora é só no Grêmio no sábado", afirmou o técnico.

O treinador se mostrou satisfeito com o desempenho do atacante Leandro, mas disse que o jogador vai ter de seguir mostrando um bom futebol para voltar aos titulares. "Confiança ele tem. A partir deste momento, depende dele. Espero que continue evoluindo.  O que ele jogou hoje foi muito bom, e espero que continue crescendo. Só depende dele para voltar a ocupar um espaço no time."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.