Dorival Júnior obtém recurso e comanda Vasco do banco

O técnico Dorival Júnior obteve efeito suspensivo nesta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e poderá comandar o Vasco do banco de reservas, no sábado, contra o Figueirense, em partida válida pela oitava rodada da Série B do Brasileiro.

AE, Agencia Estado

26 de junho de 2009 | 17h34

O treinador havia sido suspenso por 30 dias na terça-feira por ter supostamente chamado o árbitro André Luis Martins de "covarde", no jogo contra o São Caetano, pela quinta rodada. Na ocasião, Dorival foi expulso de campo no intervalo da partida.

Com a nova decisão do STJD, concedida pelo presidente em exercício, Virgílio Val, o técnico poderá comandar o Vasco da beira do gramado até que seja realizado novo julgamento.

Dorival chegou a ser denunciado no artigo 187 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) - ofensa moral. No julgamento de terça, porém, a Procuradoria reviu a denúncia e incluiu o treinador no artigo 188 (manifestar-se de forma desrespeitosa).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.