Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Dorival Júnior quer ver Santos agressivo para brigar pelo título

Técnico critica atuação da equipe alvinegra após a derrota para o Coritiba

O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2016 | 07h02

A derrota do Santos por 2 a 1 para o Coritiba evitou que a equipe alvinegra se aproximasse da liderança do Campeonato Brasileiro e deixou o técnico Dorival Júnior bastante irritado, pela postura demonstrada no estádio Couto Pereira. 

"Esperava uma melhora maior depois da semana de trabalho, mas não aconteceu. A luta é pela melhor colocação possível e para estar entre os primeiros. Não podemos bobear como foi contra o Coritiba ou em outros jogos. Teremos que ter uma postura mais agressiva se quisermos brigar por algo maior. Não podemos perder pontos importantes e isso nos penaliza por uma colocação ainda melhor agora", analisou o treinador.

Dorival lamentou também o fato do Santos não conseguir manter o ritmo de jogo durante os 90 minutos. "Não pode acontecer o que aconteceu ao longo da partida. Tínhamos o jogo bem administrado, trabalhando a bola depois do primeiro gol e criando oportunidades, mas passamos a ter dificuldades. O Coritiba começou a pressionar, entrando no nosso campo, tirando saída de bola e complicando transição. A partir desse momento eles prevaleceram e tiveram méritos. Os últimos minutos foram decisivos para o resultado". 

O Santos não terá muito tempo para lamentações, já que na quarta-feira retorna aos gramados, para enfrentar o Vasco, às 19h30, na Vila Belmiro, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Para esse jogo, Dorival deverá contar com o retorno de Zeca, Thiago Maia e Gabriel, que ganharam a medalha de ouro com a seleção brasileira olímpica.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
Santos FC Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.