Ivan Storti/Santos FC/ Divulgação
Ivan Storti/Santos FC/ Divulgação

Dorival Júnior reconhece dia ruim do Santos: 'Ponte foi melhor e mereceu vencer'

Técnico diz que sua equipe criou 'muito pouco' em Campinas

O Estado de S. Paulo

01 de abril de 2017 | 19h46

Depois da derrota do Santos por 1 a 0 na partida de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, o técnico Dorival Júnior reconheceu que a atuação de seus comandados em Campinas deixou a desejar, principalmente na criação, e também deu méritos para a Ponte Preta pelo resultado deste sábado.

"Hoje (sábado) não estávamos em um grande dia, nossas jogadas não fluíam, a Ponte teve mérito em saber marcar muito bem, neutralizar a equipe do Santos", afirmou. E completou: "Faltou concentração, mobilidade maior, velocidade na troca de passes, transição um pouco mais segura. Uma série de fatores. Santos criou muito pouco em relação àquilo que vinha apresentando."

O treinador também reclamou do jogo truncado na casa do adversário. "Nós tivemos 40 minutos de bola parada, é muito pouco para um jogo com tamanha importância como esse. É quase um tempo, isso poderia ser favorável para a Ponte Preta, que estava em um dia melhor. Foi ruim para o Santos, que buscava uma recuperação. É apenas a constatação de um fato e não a lamentação do resultado, a Ponte mereceu e foi melhor", disse.

Com o revés, o Santos agora precisa vencer por dois gols de diferença para avançar na competição de forma direta. Já a Ponte Preta tem a vantagem do empate na partida do dia 10 de abril (segunda-feira), às 20h, no Pacaembu. Em caso de vitória santista por 1 a 0 no jogo de volta, a vaga à semifinal do Paulistão será decidida nos pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.