Gilvan de Souza/Divulgação
Gilvan de Souza/Divulgação

Dorival Júnior tem nome publicado no BID e está liberado para estrear no Flamengo

Treinador pode dar início a novo trabalho no time rubro-negro neste sábado, em duelo com o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

10 de junho de 2022 | 18h58

O nome de Dorival Júnior, anunciado como novo treinador do Flamengo nesta sexta-feira, já foi publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Com isso, ele está liberado para comandar o time rubro-negro do banco de reservas do Beira-Rio, sábado, em duelo com o Internacional, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após realizar um treinamento sob o comando de Mário Jorge, técnico do sub-20, em Atibaia, o elenco flamenguista desembarcou em Porto Alegre, local do primeiro contato entre jogadores e Dorival, na noite desta sexta. O novo treinador, portanto, não teve tempo de comandar nenhum treinamento.

Dorival Júnior estava no Ceará, clube no qual vinha realizando um bom trabalho, com 11 vitórias, três derrotas e quatro empates em 18 jogos. Procurado pelo Flamengo após derrota para o Red Bull Bragantino, ele aceitou substituir o português Paulo Sousa, demitido depois do acerto, no início da noite de quinta-feira.


O treinador de 60 anos iniciará sua terceira passagem pelo Flamengo. A primeira foi em 2012, quando ficou em 11º lugar do Brasileirão, antes de deixar o comando em março do ano seguinte. Na época, não chegou a um acordo com a diretoria sobre uma redução de 50% no valor de seu salário, em um momento no qual a prioridade do clube era reduzir gastos.


Já a última passagem se deu há quatro anos. Em 2018, Dorival Júnior assumiu temporariamente o cargo e saiu no final da temporada para dar lugar a Abel Braga, justamente no início da atual gestão do presidente Rodolfo Landim.


Na nova oportunidade de comandar a equipe rubro-negra, terá a missão de melhorar as atuações do time para acalmar os ânimos da torcida. Paulo Sousa, dono de 67% de aproveitamento, com 19 vitórias, sete empates e seis derrotas, vinha sofrendo grande pressão, mesmo com bons resultados, porque os torcedores não estavam satisfeitos com o futebol apresentado pelo time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.