Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Dorival lamenta ausência de trio titular e exime Cléber de culpa por gol de Jô

Técnico não contou com Renato, Lucas Lima e Ricardo Oliveira para clássico

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

04 de março de 2017 | 22h02

O técnico Dorival Junior lamentou a ausência do volante Renato, do meia Lucas Lima e do atacante Ricardo Oliveira neste sábado, na derrota do Santos por 1 a 0 para o Corinthians, no Itaquerão, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Para o treinador, a ausência do trio foi decisiva para a queda da equipe.

"Esses caras fazem falta para qualquer time. O pessoal que está substituindo são jogadores de muita qualidade, mas falta entrosamento. Só joguei com o Bruno Henrique duas partidas. Vitor Bueno está jogando em uma função que não é a dele", disse.

Mesmo assim, Dorival destacou o equilíbrio da partida. No segundo tempo, por exemplo, o Santos manteve mais posse de bola do que o adversário. "Tivemos um grande jogo, disputado ao extremo. Melhoramos consideravelmente o nosso posicionamento. Natural que o gol tenha feito toda a diferença. O equilíbrio da partida foi grande", analisou o comandante, em entrevista coletiva.

Dorival evitou colocar a culpa da derrota no zagueiro Cléber, que deixou Jô sozinho no lance do gol. "Cléber vem melhorando a cada rodada. Não tem essa de culpado pelo gol. É coletivo. Ele ficou um bom tempo parado. Temos que ter essa paciência com os jogadores. Os novos jogadores ainda estão buscando adaptação e com ele não é diferente", disse.

Derrotado pelo Corinthians no Paulistão, o Santos volta a campo na quinta-feira, contra o Sporting Cristal, em Lima, no Peru, em sua estreia na Copa Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.