Staff Images/Flamengo
Staff Images/Flamengo

Dorival lamenta derrota, mas defende trabalho no Fla: 'É importante reconhecer'

Rubro-negro carioca fechou o Brasileirão com revés em casa para o Atlético-PR, por 2 a 1

Estadão Conteúdo

02 Dezembro 2018 | 10h30

Com o futuro em aberto para 2019, o técnico Dorival Júnior pediu reconhecimento pela segunda passagem dele à frente do Flamengo, que pode ter se encerrado com a derrota para o Atlético Paranaense sofrida neste sábado, por 2 a 1, no Maracanã, no Rio. Sem saber se vai receber proposta para continuar o trabalho, uma vez que o contrato dele termina em 2018, o treinador agora vai esperar a eleição para presidente do clube, marcada para o próximo sábado.

"O Atlético-PR conseguiu uma virada e foi competente. Foi um jogo disputado, muito bem trabalhado. É importante reconhecer e enaltecer tudo que foi feito nesses dois meses que fiquei no Flamengo. Só tenho a agradecer, pois tudo isso mostra a grandeza do clube. Os profissionais que estão aqui se dedicam muito em prol do clube e isso merece ser destacado", declarou Dorival em entrevista coletiva após o duelo.

Desde que foi contratado no fim de setembro, Dorival acumulou sete vitórias, três empates e duas derrotas à frente do time carioca, retrospecto que colocou a equipe na briga para vencer do Brasileirão, mas o Palmeiras garantiu o título com uma rodada de antecedência. O treinador aproveitou para elogiar o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, que comanda o Flamengo desde dezembro de 2012 e vai encerrar o segundo mandato dele no próximo sábado.

"Estava pensando em ter um bom resultado para valorizar o que foi feito e desenvolvido ao longo dos anos aqui. Fiquei feliz em ver como os jogadores se dirigiram ao Eduardo Bandeira de Mello nos vestiários como um agradecimento pelo trabalho ao longo desses últimos anos. Queríamos mais do que ninguém conquistar um resultado bom no Maracanã, fizemos muito para isso", afirmou.

Sobre uma possível permanência como técnico do clube, Dorival não faz planos. "Eu deixo em aberto. Eu não sei o que vai acontecer. Que sejam felizes os dois candidatos(Rodolfo Landim e Ricardo Lomba), que disputem a eleição de forma limpa. E que seja o melhor para o Flamengo", afirmou o treinador. Além dos citados, Marcelo Vargas e José Peruano também vão disputar o pleito.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolFlamengoDorival Junior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.