Tasso Marcelo/AE - 22/8/2012
Tasso Marcelo/AE - 22/8/2012

Dorival pede paciência à torcida do Flamengo e não estipula prazo para Adriano voltar

Treinador acha que um mês é pouco tempo para o centroavante se condicionar fisicamente

24 de agosto de 2012 | 19h19

RIO - Adriano fechou contrato até dezembro e voltou a vestir a camisa do Flamengo durante a semana. Disse que estava pronto para ajudar com "muitos gols". Mas o torcedor rubro-negro que ficou eufórico com o retorno do Imperador, terá de esperar para vê-lo novamente com a camisa 10 em campo.

Nesta sexta-feira, o técnico Dorival Júnior pediu que os flamenguistas tenham calma com Adriano e ahca que em menos de um mês será impossível de ter Adriano em campo.

"Temos de passar isso ao torcedor. O Adriano foi contratado, mas vem de um longo período parado e terá de fazer um trabalho de recuperação física. Não esperem que ele atue da noite para o dia", cobrou o treinador. "Ele tem que tirar essa diferença de um ano e meio sem jogar. O Adriano precisa trabalhar e o torcedor tem que ter paciência", enfatizou.

Dorival diz que o primeiro passo é buscar o condicionamento físico ideal, depois dar ritmo de jogo ao atacante. E, para isso, não quer estipular prazo. "O primeiro desafio é que ele retome uma condição atlética", disse.

Adriano vai receber um salário fixo de R$ 50 mil mensais e o mesmo valor por cada jogo que estiver em campo, por isso espera voltar logo aos campos.

Vagner Love vem jogando como centroavante fixo, posição onde joga Adriano, com Negueba e Thomás aberto nas beiradas. Mas o esquema pode mudar com a entrada de Liedson, recém-contratado do Corinthians e que ficarai mais fixo com Love nas beiradas. Este seria o esquema em que Adriano jogará.

DE SAÍDA - Outro centroavante do Flamengo, Deivid negocia com o clube o pagamento de um dívida de quase R$ 8 milhões para ser liberado e definir seu futuro. O jogador interessa ao Coritiba e deve acertar o clube, já que anda insatisfeito por estar encostado na Gávea.

Ele não deve nem ser relacionado para o clássico deste domingo com o Botafogo, no Engenhão. Mas disse ontem que não sairá sem receber. "Como vou sair daqui com o clube me devendo tanto dinheiro?", questionou. "Quero que me paguem", afirmou, após o treino no Ninho do Urubu.


 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolflamengobrasileirãoadriano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.