Dorival quer melhorar eficiência ofensiva do Vasco

O Vasco, no momento, é um time de opostos. Enquanto o técnico Dorival Júnior celebra a solidez da defesa, a menos vazada da Série B - sendo que a dupla titular, Gian e Vilson, ainda não viu a rede balançar -, ele também lamenta a ineficiência do ataque cruzmaltino, que parou de funcionar nos últimos jogos. São três empates seguidos por 0 a 0, contra o Corinthians, pela Copa do Brasil, e São Caetano e Guarani, pela Segunda Divisão.

AE, Agencia Estado

15 de junho de 2009 | 19h40

O treinador deu especial atenção ao trabalho da parte ofensiva no treino desta segunda-feira, no Vasco Barra, na zona oeste do Rio. Enquanto os zagueiros faziam um trabalho específico para manter a boa fase, Dorival trabalhava a exaustão com os meias, os laterais e os atacantes. Ele acredita que o setor vai melhorar gradativamente.

"É uma questão de tempo. Vamos nos recuperar e ser o que éramos há um tempo atrás", avaliou Dorival.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.