Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Dorival rebate críticas de Mano e aprova arbitragem

'Não vi nada de errado e essas críticas não tem fundamento', afirma o treinador santista após a vitória por 2 a 1

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

28 de fevereiro de 2010 | 21h27

O técnico Dorival Júnior rebateu as críticas de Mano Menezes ao árbitro José Henrique de Carvalho, neste domingo, e aprovou a atuação do juiz na vitória do Santos sobre o Corinthians, por 2 a 1, na Vila Belmiro.

 

Veja também:

linkSantos passa pelo Corinthians e amplia liderança no Paulistão

forum BLOG BATE-PRONTO - Neymar: futebol moleque ou irresponsabilidade?

Para o treinador santista, as duas expulsões, de Roberto e Carlos e Moacir, foram justas. "Respeito muito Mano, mas nessa situação, ele vai ter que me desculpar. O Santos apanhou muito durante todo o campeonato e os árbitros foram complacentes. Hoje no primeiro lance do William o certo seria a sua expulsão. Não vi nada de errado e essas críticas não tem fundamento", argumentou.

Dorival não escondeu a satisfação pela personalidade demonstrada pelo seu jovem time santista na oitava vitória consecutiva no Campeonato Paulista. Porém admitiu que o time se perdeu nos 15 minutos finais, a ponto de ter corrido risco de sofrer o empate de um adversário com dois jogadores a menos.

Ele também recriminou o gesto de Neymar, ao dar um chapéu em Chicão, com o jogo paralisado. "Neymar não tinha a necessidade de fazer aquilo. Chicão é excelente profissional e não vejo maldade na sua postura dentro de campo, xingando Neymar e fazendo ameaças. Isso sempre acontece dentro do jogo", relevou o treinador.

O técnico também classificou como infundadas as queixas dos adversários de que o seu time faz brincadeiras para humilhar quem está do outro lado. "Nossa equipe faz jogadas de habilidade, mas sempre objetivamente. Essa é a realidade. Somos uma equipe compacta, que procura girar a bola e sair com força para o ataque para minar o adversário", defendeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.