Felipe Rau/Estadão Conteúdo
Felipe Rau/Estadão Conteúdo

Dorival reclama de pênalti, mas exalta campanha do rival

Treinador santista não vê favorecimento ao Corinthians no torneio

O ESTADO DE S. PAULO

20 de setembro de 2015 | 14h07

A marcação do pênalti no primeiro gol da vitória do Corinthians sobre o Santos por 2 a 0 na manhã deste domingo, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, gerou muita revolta por parte dos jogadores do clube santista. O treinador Dorival Junior afirmou que o lance, com a expulsão de David Braz, que nem estava na jogada, foi fundamental para o resultado do Corinthians.

"Nós teríamos condição de buscar empate. Com um a menos, ficou difícil, virou completamente a partida. O David Braz não estava nem participando, isso que nos deixa chateado".

Se foi ou não penalidade, Dorival não conseguiu precisar, mas reclamou de toque de mão de Vagner Love no momento anterior. "Não dá para precisar se foi toque. Mas deu para ver nitidamente o toque de mão do Love", disse.

Questionado se esse jogo entraria para o rol de polêmicas envolvendo o Corinthians na competição, Dorival fez questão de ressaltar a campanha do rival. "Eu não vejo por esse lado, a campanha do Corinthians é muito boa. Erros eventuais não podem ter esse sentido de manchar o torneio".


Tudo o que sabemos sobre:
BrasileirãoSantos-FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.