Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Dorival reconhece baixo rendimento do São Paulo e reclama de calendário

Treinador aposta na semana sem jogos para que elenco possa ter descanso adequado antes de enfrentar o Ituano

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

08 de fevereiro de 2018 | 07h00

Três vitórias seguidas não foram suficientes para que o torcedor são-paulino ficasse satisfeito com o time. Após derrotar por 1 a 0 o Bragantino na noite de quarta, pela 6ª rodada do Campeonato Paulista, o sentimento de decepção também ficou perceptível nas declarações do técnico Dorival Junior, para além de algumas vaias que vieram das arquibancadas do Morumbi.

Nenê marca de pênalti e São Paulo vence a terceira seguida no ano

Incomodado com as oscilações do time, o treinador afirmou que é difícil estabelecer um prazo para que o São Paulo comece a jogar bem no ano e que, apesar das vitórias, vê o time caindo de rendimento durante os jogos em função do desgaste físico do atletas. De acordo com Dorival, o principal problema é o calendário apertado de jogos.

"Não vamos ter qualidade de jogo agora. Desde a primeira etapa (do jogo contra o Bragantino) eu já percebi que a equipe caiu de produção, tudo pela grande quantidade de jogos, que é um absurdo", analisou o treinador. "A vitória é o que importa, mas claro que gostaríamos de ter deixado uma impressão melhor."

Dorival aposta na preparação do time para o duelo contra o Ituano, que acontece só no dia 15. "Não dá para falar um prazo (para que o time comece a jogar bem). É muito difícil fazer isso, muitas equipes estão tendo dificuldades, e o São Paulo não é uma exceção. Agora temos uma semana para nos recuperarmos."

Para o treinador, o time fez um bom primeiro tempo diante do Bragantino, mas ainda assim há correções a serem feitas. "Tivemos um início de jogo bom e não demos oportunidades ao Bragantino. Mas faltaram penetrações, passes, jogadas para finalizarmos. Não tivemos tempo adequado. Nenê só trabalhou duas vezes com o grupo. Diego Souza, sete dias antes de começar a atuar e o Cueva tambem treinou menos que os outros atletas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.