Dorival revela temor com emocional do Atlético-MG

Técnico pretende trabalhar psicológico dos jogadores para acelerar processo de reação do time

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2010 | 09h58

Não é apenas o aspecto técnico que preocupa Dorival Júnior no Atlético Mineiro. Após assumir o comando e o time ser derrotado em casa pelo Grêmio, o treinador revelou uma grande preocupação com o lado emocional dos jogadores.

Veja também:

linkGrêmio frustra estreia de Dorival e bate o Atlético-MG por 2 a 1, em Sete Lagoas

SÉRIE A - tabela Classificação | lista resultados

Atento, Dorival contou que seu principal trabalho será refazer esse emocional. "Temos que ter cuidado, acima de tudo, buscar uma recuperação rápida e tentar refazer o quanto antes o emocional da equipe. Acho que esse vai ser o principal trabalho", avaliou o treinador.

Para sair da difícil atuação, Dorival pediu paciência e a colaboração do torcedor. "Tudo é questão de ajeitar um pouco dentro daquilo que estamos observando para que possamos ter uma melhoria em todos os aspectos. Essa equipe tem qualidades, mas precisamos acelerar esse processo. A colaboração de todos e o entendimento do torcedor serão fundamentais nesse momento", afirmou.

Com a equipe na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro, o técnico avaliou que a chance de reação virá nos próximos dois jogos - enfrenta Ceará e Atlético Goianiense, fora de casa, adversários diretos para fugir do rebaixamento. "Teremos duas partidas com um grau de dificuldade muito alto e contra equipes que objetivam a mesma condição que o Atlético neste momento", completou Dorival.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.