Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Dorival vê Valdivia descansado para clássico de sábado

Após cumprir suspensão diante do Cruzeiro, chileno volta para ajudar o Palmeiras em clássico com o Corinthians, no Pacaembu

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2014 | 16h44

O Palmeiras fez uma grande ação para conseguir contar com Valdivia no clássico com o Corinthians, sábado, no Pacaembu. Após uma boa manobra jurídica, o clube liberou o chileno para a partida e o técnico Dorival Júnior acredita que ele estará muito bem preparado psicologicamente e fisicamente para a partida.

O treinador fez questão de ressaltar que o fato do chileno não ter atuado diante do Cruzeiro foi bom para evitar futuras lesões. "Para a gente não seria interessante que o Valdivia jogasse cinco ou seis partidas em sequência por causa de risco de lesão. Seria importante que ele tivesse um descanso", explicou o treinador.

O fato é que o jogador está bem fisicamente, mas realmente precisa de uma folga esporádica. Entretanto, a decisão de tirá-lo da partida contra o Cruzeiro foi muito mais para tê-lo em ação diante do Corinthians. Dorival garante que, mesmo se não houvesse a questão disciplinar, o chileno seria preservado de um dos jogos.

"Seria importante ter esse descanso. Ninguém analisa isso. Se a tabela fosse invertida (na quarta fosse o jogo com o Corinthians e neste sábado o Cruzeiro), ele também não jogaria nesse final de semana", assegurou.

Valdivia foi expulso na partida contra o Flamengo e acabou sendo condenado com dois jogos de suspensão. Ele já cumpriu um e, em seguida, o Palmeiras entrou com efeito suspensivo. O novo julgamento foi marcado para a última quarta-feira, e o departamento jurídico do clube tinha a certeza que a pena seria mantida, ou seja, o chileno teria de cumprir mais um jogo e como o julgamento seria no mesmo dia da partida contra o Cruzeiro, a punição teria de ser cumprida no jogo seguinte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.