Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

Dortmund bate Monaco e fica em 1º no Grupo A da Liga dos Campeões

Raphael Guerreiro foi o destaque da partida ao anotar os dois gols da vitória por 2 a 0

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2018 | 20h11

Em ascensão nestas últimas semanas, o Borussia Dortmund fez valer a boa fase também na Liga dos Campeões. O líder do Campeonato Alemão derrotou o Monaco por 2 a 0, fora de casa, nesta terça-feira, e garantiu o primeiro lugar do Grupo A da principal competição europeia.

O time alemão chegou aos mesmos 13 pontos do Atlético de Madrid, mas leva vantagem no confronto direto. Os espanhóis empataram sem gols com o Club Brugge, na Bélgica, e ficaram na segunda colocação. Os dois primeiros colocados da chave entraram em campo já classificados.

Na terceira posição, com seis pontos, a equipe belga garantiu lugar na Liga Europa. Já o Monaco, do técnico Thierry Henry, segue seu calvário na temporada europeia. Em quarto e último lugar no grupo, obteve apenas um ponto em seis jogos disputados, sem somar sequer uma vitória, e está eliminado da competição.

Em Montecarlo, o Borussia não teve maiores dificuldades para se impor em campo. O primeiro gol da partida saiu aos 14 minutos de jogo. Após cruzamento rasteiro da direita, Raphael Guerreiro apareceu totalmente livre na pequena área e não teve qualquer dificuldade para completar para as redes.

Com a vantagem no placar, o time alemão passou a jogar com mais prudência, apesar do domínio. Os visitantes exibiram até 62% de posse de bola e terminaram o jogo com 13 finalizações, contra cinco dos donos da casa. Aos 43, Guerreiro anotou o seu segundo gol na partida e selou a vitória.

Na Bélgica, Club Brugge e Atlético de Madrid fizeram um confronto de poucas emoções. Mesmo com seus titulares, a equipe do técnico Diego Simeone produziu pouco e não conseguiu bater o rival que havia vencido por 3 a 1 no início da fase de grupos.

No primeiro tempo, o Atlético criou duas boas oportunidades para abrir o placar, com Thomas e Griezmann. E, na etapa final, a melhor chance foi dos belgas, com o zagueiro brasileiro Luan Peres, de cabeça. O goleiro Jan Oblak assegurou o 0 a 0 no placar.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.