Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Douglas Costa confirma advertência de Tite por cusparada e diz: 'Eu errei'

Atacante volta a ser convocado pelo treinador após ficar fora da lista por ato de indisciplina na Juventus

Estadão Conteúdo

13 de novembro de 2018 | 16h30

De volta à seleção brasileira, Douglas Costa confirmou que foi advertido pelo técnico Tite em razão da cusparada que acertou em Di Francesco, em duelo da Juventus contra o Sassuolo, no início de outubro, pelo Campeonato Italiano. O atacante disse que teve uma conversa franca com o treinador e pediu desculpa pelo ocorrido.

"A gente realmente conversou. Com o Tite sempre foi olho no olho, ele falou o que pensa, eu respeitei e pedi desculpas pelo que aconteceu", disse o jogador em entrevista coletiva nesta terça-feira, em Londres.

"Foi um dia em que não fui feliz. Não estava em mim. Nunca havia cometido esse ato em 10 anos de carreira e espero deixar no passado. O clube também conversou comigo, ninguém passou a mão na minha cabeça. Eu errei", emendou o atleta, que acabou sendo suspenso na Juventus por quatro jogos.

Douglas Costa deve ser titular da seleção no amistoso contra o Uruguai, marcado para esta sexta-feira, no Emirates Stadium, estádio do Arsenal, às 18 horas (de Brasília), em Londres. O atacante, que teve bom desempenho na Copa do Mundo da Rússia, foi atrapalhado por lesões e, agora, busca uma sequência como titular na equipe de Tite.

"Sempre foi meu sonho participar e me firmar como jogador importante. Eu venho buscando meu espaço há um longo tempo, e sempre que sou convocado dou meu melhor. Espero jogar na seleção por muitos anos porque me dá muito prazer estar aqui", afirmou.

Depois de enfrentar o Uruguai, o Brasil tem pela frente a seleção de Camarões, em amistoso que será disputado na próxima terça-feira, às 17h30, no MK Stadium, de propriedade do Milton Keynes Dons, time da quarta divisão da Inglaterra.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.