Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Douglas festeja nova chance com Muricy Ramalho no São Paulo

Sequer relacionado para o empate com o São Bernardo, meia rouba vaga de Ganso no clássico

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2014 | 16h00

SÃO PAULO - Surpresa na escalação do São Paulo contra o Santos, o lateral-direito Douglas garante que não se abateu quando ficou fora até do banco de reservas, como na partida da última quinta-feira com o São Bernardo, e afirmou que trabalhou para voltar a ser aproveitado pelo técnico Muricy Ramalho, como aconteceu no último fim de semana, quando ocupou a vaga do meia Paulo Henrique Ganso.

"Nos jogos e treinamentos, procuro dar o meu máximo sempre e brigar pelo meu lugar. Mesmo ficando fora da última partida, nunca me abati e continuei firme. Acredito que fiz um bom jogo e, agora, vou tentar manter isso e ajudar ainda mais a equipe", disse Douglas.

Após o empate com o Santos por 0 a 0, no último domingo, Muricy revelou que a ideia de escalar Douglas surgiu quando observou seu desempenho em jogo-treino dos reservas contra o Sub-20 do São Paulo, enquanto os titulares realizavam um trabalho regenerativo.

"Ninguém aqui tem cadeira cativa no time. Se não treinar bem, se não me convencer, não joga. O Douglas, por exemplo, não havia sido nem relacionado para o jogo contra o São Bernardo. Só que na sexta-feira, no jogo-treino dos reservas, foi o melhor em campo. É isso que eu espero. Eu sou um cara justo. Quem estiver melhor, vai jogar, independentemente de nome e de posição", afirmou Muricy.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.