Divulgação
Divulgação

Douglas volta e deve ser novidade do São Paulo sábado contra o Grêmio

Recuperado de lesão, lateral será o possível substituto de Paulo Miranda, que deve ir para a zaga

Agência Estado

23 de maio de 2014 | 17h48

SÃO PAULO - O São Paulo deve ter a volta de um dos seus titulares do setor defensivo diante do Grêmio, neste sábado, às 21h, no Morumbi. Isso porque o lateral-direito Douglas, que estava com um estiramento no músculo reto femoral da perna esquerda, está recuperado de lesão e está entre os relacionados pelo técnico Muricy Ramalho para o confronto.

Por conta da lesão muscular, Douglas ficou afastado do time por cinco jogos, sendo substituído três vezes por Luis Ricardo e outras duas por Paulo Miranda. Foi com zagueiro improvisado na lateral direita que o São Paulo levou 5 a 2 do Fluminense, quarta, no Maracanã.

Na ocasião, a linha defensiva tinha três reservas. Douglas volta, mas Álvaro Pereira e Rodrigo Caio seguem fora, servindo, respectivamente, à seleção uruguaia que vai para a Copa e o Brasil Sub-21. Também estão com o time de Alexandre Gallo no Torneio de Toulon o lateral-direito Auro, o meia Lucas Evangelista e o atacante Ademilson.

Com a volta de Douglas, Paulo Miranda deve ser deslocada para a zaga e jogar no lugar de Lucão, que tem apenas 18 anos e foi mal diante do Fluminense, principalmente depois que marcou gol contra. Assim, o time para a sétima rodada do Brasileirão deve ter: Rogério Ceni; Douglas, Antonio Carlos, Paulo Miranda e Reinaldo; Souza, Maicon e Ganso, Osvaldo, Pato e Luis Fabiano.

Confira a lista com os jogadores relacionados:

Goleiros: Rogério Ceni e Denis;

Laterais: Reinaldo, Douglas e Luis Ricardo;

Zagueiros: Antonio Carlos, Paulo Miranda, Edson Silva e Lucão;

Volantes: Souza, Denilson, Hudson e João Schmidt;

Meias: Paulo Henrique Ganso, Maicon e Boschilia;

Atacantes: Luis Fabiano, Alexandre Pato, Osvaldo, Pabon e Ewandro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.