LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Dourado empata com Jô na artilharia e desabafa sobre campanha do Flu

Atacante se emociona ao salvar o time do rebaixamento no Brasileirão

Estadão Conteúdo

20 Novembro 2017 | 19h58

Henrique Dourado acirrou a disputa pela artilharia do Campeonato Brasileiro. O atacante marcou um dos gols na vitória do Fluminense por 2 a 0 diante da Ponte Preta, nesta segunda-feira, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, e desabafou sobre a situação vivida pelo time, que até a rodada atual (36.ª) lutava contra o rebaixamento.

+ Fluminense supera Ponte Preta e se garante na elite em 2018

+ TEMPO REAL: Confira como foi o jogo no Maracanã

"Nós saímos daqui livre do rebaixamento, mas é triste. Não era o que queríamos. Esse não era nosso objetivo no ano. Pela grandeza do Fluminense, procurávamos algo a mais. Mas que sirva de lição para a próxima temporada. Esse grupo, dentro do possível, nunca deixou de trabalhar e colocou o seu melhor em campo. Espero que em 2018 seja diferente", disse Henrique Dourado, logo após o apito final.

Com o gol, marcado aos 41 minutos da etapa final, no último lance antes de ser substituído, Henrique Dourado chegou à marca de 18 na artilharia do Brasileirão, se igualando ao atacante Jô, do Corinthians. Ele agradeceu a Deus por seguir brigando pela artilharia e por ter ajudado o Fluminense a se livrar do rebaixamento.

"Agradeço a Deus por ter me abençoado por mais um gol. Saiu bem na hora que eu seria substituído. Mas agora é pensar em terminar o ano bem, projetar a temporada de 2018 para que não passemos o mesmo sufoco. Fluminense não é um time para isso", concluiu.

O atacante tem mais duas oportunidades para passar Jô na artilharia. O Fluminense enfrenta o Sport neste sábado, às 17 horas, novamente no estádio do Maracanã, e fecha a sua participação diante do lanterna e já rebaixado Atlético Goianiense, em Goiânia.

O triunfo desta segunda-feira deixou o Fluminense na 14.ª colocação com 46 pontos, a sete da própria Ponte Preta, primeira equipe dentro da zona de rebaixamento. O time campineiro não pode mais alcançar o rival na tabela de classificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.