Ricardo Duarte / S. C. Internacional
Ricardo Duarte / S. C. Internacional

Dourado rebate Maicon após vitória do Inter no Gre-Nal: 'Não vi ele em campo'

Capitão do colorado nega que tenha sido feito um acordo entre os elencos após primeira semifinal do Gauchão

Estadão Conteúdo

10 Setembro 2018 | 08h56

O volante Rodrigo Dourado fez questão de jogar ainda mais lenha na fogueira do Gre-Nal. Após um clássico truncado e que terminou com empurra-empurra no centro do gramado, o jogador do Internacional aproveitou a vitória de seu time por 1 a 0, domingo, no Beira-Rio, para provocar o elenco adversário.

"Há alguns anos o Grêmio vem ganhando vários campeonatos e a soberba do lado de lá é muito grande. A gente vem trabalhando jogo a jogo, não falamos mal de ninguém e eles falam mal do nosso time há muito tempo. É para mostrar para todos que o Inter é gigante e quem manda no Sul 'é nós'", disse.

No primeiro turno, o técnico Renato Gaúcho disse que o Inter havia jogado como time de segunda divisão. Na coletiva após o duelo de domingo, o treinador do Grêmio deu a entender que houve uma conversa entre os jogadores para que não houvesse provocações. O volante Maicon, do Grêmio, deixou a partida gritando para os jogadores do Inter: "Depois não adianta pedir arrego", como se a iniciativa de evitar polêmicas tivesse sido do elenco colorado.

Dourado rebateu. "O Maicon jogou hoje? Não vi ele em campo. Esses caras primeiro têm que jogar para depois fazer gracinha. Eu não estava 100%, não sabia se ia jogar, mas tomei duas injeções para jogar. Não fujo do Gre-Nal. Está aí, ganhamos o jogo."

O volante do Inter ainda desmentiu o suposto acordo. "Não sei de onde tiraram isso. Não estou sabendo de nada. Precisa perguntar para o Renato para a diretoria do Grêmio... Não sei de nada", finalizou.

A vitória por 1 a 0 levou o Inter de volta para a liderança do Campeonato Brasileiro, com os mesmos 49 pontos do São Paulo, mas melhor saldo de gols (18 a 17). O time colorado volta a campo na próxima segunda-feira, quando visitará a Chapecoense na Arena Condá.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.