Drogba se aposenta da seleção da Costa do Marfim

Aos 36 anos, Drogba anuncia que não veste mais a camisa dos 'Elefantes'. Foram dois mundiais e 8 anos como capitão

Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2014 | 12h09

Considerado até hoje um dos maiores atacantes do mundo, Didier Drogba anunciou oficialmente nesta sexta-feira a sua aposentadoria da seleção da Costa do Marfim, que ele vinha defendendo há 12 anos. Com 63 gols em 104 partidas pela equipe nacional, o astro africano esteve presente no Brasil na Copa do Mundo de 2014, na qual acabou amargando eliminação já na primeira fase da competição.

"É com muita tristeza que decidi me aposentar da seleção. Esses últimos 12 anos na equipe nacional foram cheio de emoções. Desde a minha primeira convocação até meu último jogo eu tentei dar o meu melhor pelo país", afirmou Drogba, por meio de seu site oficial.

Ao anunciar o seu adeus à seleção, Drogba destacou o fato de ter disputado pelo seu país três Mundiais e duas finais da Copa Africana das Nações, assim como enfatizou o "orgulho por ter sido capitão da seleção por oito anos".

"Eu não sei como expressar o meu agradecimento aos torcedores por todo o apoio e amor em todos esses anos. Todos os meus gols e vitórias foram para vocês - eu amo vocês", completou Drogba, que também disse dever "gratidão" aos seus companheiros de seleção.

Drogba anunciou sua aposentadoria da seleção menos de duas semanas depois de ter sido confirmado como reforço do Chelsea, clube onde se consagrou como artilheiro e pelo qual se sagrou campeão da Liga dos Campeões em 2012. Ele está de volta ao time inglês depois de rápidas passagens pelo futebol da China e da Turquia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCosta do MarfimDidier Drogba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.