Dualib fracassa ao tentar derrubar decisão do conselho

Presidente corintiano tenta na Justiça forçar aprovação de contas vetadas em reunião, mas sem sucesso

Fábio Hecico, do Estadão,

30 de julho de 2007 | 19h50

O presidente do Corinthians, Alberto Dualib, está disposto a tudo para não largar o osso no Corinthians. No dia 7 de agosto, uma reunião do Conselho Deliberativo deve votar pelo seu afastamento provisório. Até lá, o mandatário corintiano promete fazer de tudo para evitar a vergonha do impeachment. Mas suas tentativas, até agora, não surtiram efeito.A mais nova decepção do dirigente aconteceu no fim da semana passada. Não contente em ver suas contas reprovadas na reunião do conselho, no dia 27, por 171 votos contra 129, ele resolveu apelar à Justiça e, por meio de seu advogado, Leonardo Laporta Costa, entrou com pedido, no 8.º Fórum Regional do Tatuapé, exigindo que suas contas fossem aprovadas, suspendendo os efeitos da reunião. Ouviu um belo "não" do juiz Luis Fernando Nardelli, que indeferiu o processo 112.698, ano base 2007.A oposição ficou surpresa com a audácia de Dualib. Não acreditavam, de forma alguma, que ele fosse peitar as decisões do conselho do clube, no qual muitas pessoas são ou eram suas aliadas. "Achei um suicídio", disse Felipe Ezabella, um dos líderes da oposição. "Ele está querendo descaracterizar as contas sob judice, mas já foram rejeitadas. E não se muda um julgamento do conselho."De acordo com Ezabella, a oposição está bem precavida sobre as possíveis manobras do dirigente para evitar sua saída. "Sabemos que ele tentará de tudo para desmarcar a reunião do dia 7. Porém, acho difícil que consiga", afirmou. "Agora, só espero pela publicação do edital para ver se teremos alguma novidade. O que não acredito."Carlos Senger, presidente do Conselho e braço direito de Dualib, está pressionado e diz que marcará a reunião.

Tudo o que sabemos sobre:
Alberto DualibCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.