Dualib pode ter os bens bloqueados pela Justiça

Atual diretoria corintiana pede o bloqueio de 15 imóveis para garantir um futuro ressarcimento

Agência Estado,

02 de abril de 2008 | 20h11

A atual diretoria corintiana pediu nesta quarta-feira o bloqueio de 15 imóveis do ex-presidente do clube, Alberto Dualib. Tudo para tentar garantir que o cartola não venda os bens, caso seja condenado a devolver dinheiro para o Corinthians. Veja também: Corinthians terá pacote de viagem para torcida na Série B Corinthians encara o Fortaleza pela Copa do Brasil Dualib e outros quatro ex-diretores do Corinthians, além de um empresário, são acusados de desviar R$ 1,5 milhão do clube, por meio de um esquema de notas fiscais frias.  O juiz Marcelo Semer, da 15.ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, ainda não respondeu à solicitação do Corinthians. Os acusados serão ouvidos pela Justiça a partir do dia 23 de abril. Enquanto isso, a atual diretoria também tenta expulsar Dualib do quadro de sócios.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansAlberto Dualib

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.