Dualib promete pacotão de reforços

O Corinthians deve apresentar de quatro a cinco reforços nos próximos 10 dias, e de uma só vez, segundo informou o presidente Alberto Dualib, hoje, no Rio de Janeiro, onde participa da reunião do grupo dos 13. Segundo o dirigente, as posições dos futuros contratados não são mais segredo: um lateral-esquerdo, dois volantes e um atacante. Os nomes dos jogadores ele não revelou mas o própria Kia Joorabchian, na semana passada, confirmou que a sua empresa negocia com Gilberto do Hertha Berlim; Gustavo Nery, do Werder Bremen; Kléberson, do Manchester United; Róger, do Benfica; e Vágner Love, do CSKA. Tite ficou feliz com a notícia e ratificou que a prioridade está no meio-de-campo. O treinador chegou até a dizer que ´a derrota para o Santos deixou claro que o nosso time precisa de reforços, especialmente no meio-de-campo". Se dependesse do treinador, o primeiro a ser contratado seria um jogador de criação. Róger, do Fluminense, foi um dos primeiros indicados pelo treinador, desde o final do ano passado. A MSI já tentou por duas vezes trazer o ex-meia do Fluminense. Na primeira tentativa, Kia Joorabchian achou que poderia conseguir o jogador por empréstimo. Na segunda, ofereceu U$ 4 milhões mas o Benfica, depois de saber que a MSI pagou U$ 22 milhões por Tevez, aumentou o preço para U$ 6 milhões, o que fez a empresa a desistir do negócio. Agora, a MSI voltou a se interessar pelo meia, mas mudou a estratégia de negociação. Quem passou a cuidar dos detalhes é o próprio procurador do atleta, Mauro Azevedo. Desta vez, porém, a MSI não admite perder o negócio e já reservou 3 milhões de euros para trazer Róger para o Parque São Jorge. Outra obsessão é Vágner Love. Com o jogador, as bases contratuais já estão acertadas há mais de um mês. O desafio, no entanto, é convencer o CSKA a negociá-lo. Recentemente, um representante da MSI esteve em Moscou, fazendo uma visita de cortesia aos executivos do clube russo. E voltou com a certeza de que já não existe mais tanta rejeição ao negócio. Por Vágner Love, a MSI pode pagar até U$ 12 milhões. Já em relação a Kleberson e a Gustavo Nery a preocupação é saber quando os jogadores estarão 100%, já que ambos passaram por lesões complicadas.

Agencia Estado,

15 de fevereiro de 2005 | 19h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.