Andreas Gebert/EFE
Andreas Gebert/EFE

Duas pessoas são atropeladas na Alemanha em evento da seleção

Um dos feridos no acidente teria sido levado para o hospital com graves ferimentos

Agência Estado

27 de maio de 2014 | 18h05

MUNIQUE - Um evento publicitário promovido pela seleção alemã de futebol em conjunto com a Mercedes terminou mal nesta terça-feira. O ato realizado em conjunto com o fabricante de automóveis, que é patrocinador da equipe nacional, resultou no atropelamento de duas pessoas. As primeiras informações relatam que um dos feridos foi levado para o hospital com graves ferimentos.  

A ação publicitária contou com a participação do piloto de DTM Pascal Wahrlein, que dirigia um carro, e do piloto alemão de Fórmula 1 Nico Rosberg, vencedor no último domingo do GP de Mônaco, que dirigia o outro carro. Além dos dois, os jogadores Howedes e Draxler, do Schalke 04 e da seleção alemã, faziam parte da ação promocional.

Wahrlein estava no carro com Howedes quando atingiu as duas pessoas, provavelmente turistas, que passeavam no local do acidente, uma pista que estaria proibida para o tráfego. Segundo o primeiro comunicado da Mercedes-Benz, na ação, que ocorreu no Valle de Passiria (norte da Itália), região onde está concentrada a equipe alemã, o carro teria atropelado as pessoas por estar numa via muito estreita.

Rosberg e Wahrlein visitaram a concentração da equipe alemã no norte da Itália. Depois da visita, os dois pilotariam os carros em um recinto fechado na companhia de jogadores da seleção. Nenhum dos ocupantes dos veículos ficou ferido. Uma das vítimas do acidente teve que ser transportada de helicóptero por causa da gravidade de seus ferimentos.

Por causa do acidente, o técnico da seleção, Joachim Löw, decidiu cancelar a partida contra a equipe sub-20 da Alemanha, substituindo o jogo por um treinamento com portas abertas. A Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão) lamentou o ocorrido e soltou nota afirmando que "os pensamentos de todos na DFB estão com os feridos", sem dar mais detalhes sobre o estado de saúde dos mesmos.

Por sua parte, a porta-voz da Mercedes-Benz, Claudia Merzbach, também lamentou o ocorrido, ressaltando que "todo o possível pela segurança foi feito", reforçando que a companhia "fará todo o possível também para esclarecer o acidente".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.