Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP

Dudamel recorda vitória sobre Argentina e diz que Venezuela virá ainda mais forte

Seleções se enfrentam nesta sexta-feira, no Maracanã, pelas quartas de final da Copa América

Redação, Estadão Conteúdo

27 de junho de 2019 | 19h26

Confiante, o técnico da Venezuela, Rafael Dudamel, afirmou que sua equipe está ainda melhor do que estava há três meses, quando obteve uma boa vitória em amistoso por 3 a 1 sobre a Argentina, adversário de seus comandados nas quartas de final da Copa América. Em entrevista coletiva concedida na tarde desta quinta-feira no Maracanã, local do jogo desta sexta entre as duas equipes, às 16 horas, o treinador disse apostar na maturidade de sua seleção para chegar às semifinais do torneio continental.

Para reforçar seus argumentos, o ex-goleiro da seleção venezuelana citou ainda os dois empates arrancados contra os rivais no classificatório para a Copa do Mundo da Rússia. "Para mim, nosso momento é muito melhor que nas Eliminatórias e em Madri (local do amistoso disputado em março). A equipe está em linha ascendente, cresce mais a cada dia e por isso nossas aspirações são de vitória (nesta sexta)", disse.

O jogo do Maracanã também é uma reedição do confronto ocorrido pela mesma fase do torneio continental entre as duas seleções, na edição especial do centenário do evento, ocorrida em 2016, nos Estados Unidos. Em 22 de junho daquele ano, o fácil triunfo foi da equipe de Lionel Messi: 4 a 1. Desta vez a história pode sorrir para a equipe menos tradicional, segundo o técnico.

"Do nosso lado, a equipe está madura. Há três años, usamos o torneio para nos prepararmos para as eliminatórias. Hoje, temos uma equipe mais consolidada, mais jovem e mais sólida. Espero que sejamos nós que avancemos", afirmou.

Ao lado de Dudamel na coletiva desta quinta-feira estava o atacante Soteldo, que joga no Santos. Ele comentou sobre a melhor estratégia para enfrentar Lionel Messi. "O admiramos. Para muitos e para mim, é o melhor do mundo. E agora vamos tê-lo ali, ao lado, mas não vamos vê-lo dessa forma, não vamos nos enganar. Para nós, é ganhando dele que vamos mostrar-lhe respeito", assegurou o jovem atacante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.