Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Dudu celebra fim de tabu do Palmeiras no Morumbi: 'Tinha passado da hora'

Alviverde voltou a vencer o São Paulo no estádio, após 16 anos de jejum

O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2018 | 20h34

Um dos destaques do Palmeiras na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, neste sábado, fora de casa, o atacante Dudu comemorou o fim do jejum de triunfos do clube sobre o rival em jogos dentro do Morumbi, onde o clube não ganhava do rival desde 2002.

"Já tinha passado da hora de vencermos aqui. O São Paulo é um adversário muito duro de ser batido no Morumbi. Fizemos uma partida taticamente perfeita, cumprimos tudo aquilo que o Felipão e o Paulo Turra pediram", disse Dudu, na saída do gramado, em entrevista ao canal Premiere.

Com 28 jogos disputados no Brasileirão, o Palmeiras lidera a competição com 56 pontos e fechará essa rodada com três de vantagem para o segundo colocado. "Vamos descansar neste domingo, porque no domingo que vem tem outra pedreira, que é o Grêmio", disse Dudu, lembrando de mais um confronto direto que a equipe vai disputar contra um rival que disputa o título.

A estratégia utilizada pela comissão técnica de utilizar dois times quase diferentes, um para as competições de mata-mata - Copa do Brasil e Copa Libertadores - e outro para o Brasileirão, vem dando resultado e é aprovada pelo elenco, como atestou Lucas Lima.

"O professor (Felipão) vem me dando oportunidade no Brasileirão e jogar descansado é melhor, a gente dá o máximo nosso. Vivemos um momento lindo, não é fácil ganhar aqui e conquistamos um resultado importante. Tínhamos esse intuito continuar na liderança. Agora vamos ter uma semana livre, o que faz tempo que não tínhamos, por isso é hora de aproveitar", disse o meia.

Sobre Deyverson, autor de um dos gols da vitória do Palmeiras, Lucas Lima brincou com a declaração do atacante, que disse haver um chip dentro da própria cabeça e "que de vez em quando se solta". "Ele é meu parceiro. Às vezes o chip dele esquenta demais (risos). Tem nosso apoio, fez uma grande partida aqui e ficamos felizes por ele", afirmou o meia.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.