Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Dudu critica arbitragem: 'O juiz avacalhou o jogo'

Atacante não concorda com pênalti marcado para o Santos

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

26 Novembro 2015 | 00h20

Como aconteceu na partida contra o Atlético-PR, os jogadores do Palmeiras deixaram o gramado da Vila Belmiro reclamando bastante da atuação da arbitragem. Além da expulsão do lateral-direito Lucas e da não marcação de um pênalti cometido por David Braz em Lucas Barrios, os jogadores ficaram revoltados com o fato dos árbitros terem deixado o Santos "tomar conta do jogo".

"O juiz avacalhou o jogo. Deu um pênalti que outros 200 juízes não dão. É difícil. Todo jogo termina em confusão na casa deles", disse o atacante Dudu. O fato curioso em relação a arbitragem é o fato de Luiz Flávio de Oliveira ter que ser substituído por Marcelo Aparecido de Souza.

O lateral-direito Lucas também não poupou críticas à arbitragem e ao meia Lucas Lima do Santos. "Se ele dá cartão para o Lucas (Lima) nada disso teria acontecido. O Lucas deixou o braço na minha boca", lamentou o jogador, que antes de ser expulso, havia recebido o terceiro cartão amarelo e já estaria fora do segundo jogo da decisão, que será disputado na quarta-feira, no Allianz Parque.

Apesar da indignação com a arbitragem, os palmeirenses estão confiantes em reverter a situação. "O time funcionou bem, até a gente levar o gol. Infelizmente levamos o gol em um descuído. Lance previsível e eles conseguiram fazer o gol", destacou Lucas. 

O goleiro Fernando Prass reclamou da falta de atenção no final da partida. "A gente não pode tomar um contra-ataque daquele. Ainda bem que não saiu o gol", disse, aliviado, se referindo ao lance em que o atacante Nilson perdeu uma grande oportunidade de ampliar a jogada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.