Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Dudu destaca união no Palmeiras: 'É assim que se constrói um time campeão'

No dia em que celebrou 300 jogos pelo clube, atacante fez a diferença, mas ressaltou a importância do grupo

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2020 | 00h30

Solidariedade e união foram os principais destaques dos jogadores do Palmeiras após a vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, no Allianz Parque. O resultado deixa o time de Vanderlei Luxemburgo provisoriamente na liderança do Grupo B do Campeonato Paulista, à espera do jogo do Santo André no próximo domingo, contra o Red Bull Bragantino.

Dudu foi o protagonista da noite por vários motivos. Na partida de número 300 com a camisa alviverde, marcou o gol da vitória e perdeu um pênalti. O atacante, que recebeu passe açucarado de Willian para decidir a partida, vibrou com a marca alcançada e ressaltou o espírito de equipe entre os jogadores ofensivos.

“É assim que se constrói uma equipe vencedora, um time campeão: com um ajudando o outro”, disse Dudu, que depois enalteceu a parceria com Willian. “Ele foi muito feliz na jogada, deu um passe muito bom para mim. Fiquei até triste de não retribuir, caprichei demais no passe. Bigode (Willian) é um grande amigo que fiz aqui”, disse Dudu.

O atacante não se abateu com o pênalti perdido na etapa final, e lembrou que havia marcado na oportunidade anterior, quando converteu a penalidade diante do Red Bull Bragantino. Por fim, valorizou tudo que já conquistou com a camisa do Palmeiras.

“Acontece de o pênalti não entrar. Está 50% a 50%. Bati dois, fiz um e perdi um. Essa marca (300 jogos) representa muita coisa. Minhas principais conquistas no futebol foram pelo Palmeiras. É onde fiquei mais conhecido e tive a oportunidade de jogar pela seleção. Fico feliz por tudo que torcida, presidente e diretoria fazem por mim, pelo carinho que tenho lá no clube”, comemorou.

Willian reforçou o discurso de Dudu após a vitória. Autor da assistência para o gol decisivo, o atacante afirmou que o pensamento coletivo está presente em todos os jogadores do ataque, inclusive em Luiz Adriano.

“Falei no intervalo: é uma equipe que quer construir um time vencedor. Sabemos da importância da jogada final, de não ter essa vaidade. O próprio Luiz, que é nossa referência, sempre toca quando pode. Independentemente de quem faça os gols, o importante é vencer. Claro que é especial por ter sido o Dudu, pelos 300 jogos, pela amizade que temos. Ele foi inteligente, deu uma diminuída, conseguiu sair do impedimento e finalizou bem”, afirmou Willian.

Titular pela primeira vez em 2020, Bruno Henrique elogiou o gramado sintético do Allianz Parque. Contente com a atuação e com o resultado, o volante também comentou sobre a alegria pela marca atingida por Dudu no Palmeiras.

“Estou feliz pelos meus primeiros 90 minutos no ano. Ainda mais no campo aqui, que deixa o jogo mais rápido, mais dinâmico, do jeito que a gente gosta. Conheço bem o Dudu e sei das movimentações que ele faz em campo”, disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.