Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Dudu diz que preferia esquema tático do Palmeiras de 2016

Atacante minimiza mudança de lado e admite dificuldade em se adaptar ao esquema do novo treinador

Estadao Conteudo

13 Fevereiro 2017 | 20h50

O capitão Dudu, do Palmeiras, disse nesta segunda-feira que o time sentiu as mudanças com a chegada do novo técnico, Eduardo Baptista. Para o atacante, a adaptação é a justificativa para a equipe não ter conseguido resultados convincentes nesta temporada depois de uma vitória por 1 a 0 e uma derrota pelo mesmo placar, na segunda rodada do Campeonato Paulista.

Dudu explicou que preferia continuar no posicionamento do ano passado, pela esquerda, ao contrário de como foi utilizado no último domingo, contra o Ituano, na direita. "Por mim, eu preferiria que continuasse como ganhou. Mas sabemos que é outra filosofia, outra comissão, chegam implantando a filosofia deles. Cabe a nós, jogadores, nos adaptarmos para ajudarmos eles", disse.

O jogador afirmou que, por ser começo de trabalho e ainda estar à espera da terceira rodada do Estadual, a equipe vai entender melhor os pedidos do treinador aos poucos, pois o estilo é diferente ao do antecessor. "Com o Cuca éramos mais agressivos, jogávamos mais para frente, o Eduardo gosta da posse da bola, do time controlando bem. Esperamos nas próximas fazer um jogo melhor para nosso torcedor voltar satisfeito para casa", afirmou.

O atacante explicou que a definição do posicionamento por outro lado não atrapalha. "Na seleção, joguei pela direita também. Isso não é problema. Se tivéssemos ganho, estava tudo bem, tudo normal. Temos de nos adaptar ao que o treinador pedir", comentou Dudu, referindo-se ao amistoso da seleção brasileira contra a Colômbia em janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.