Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Dudu é condenado a pagar R$ 25 mil por empurrão em árbitro em 2015

Decisão se refere ao Paulistão quando o atacante empurrou o ex-árbitro Guilherme Ceretta de Lima. Cabe recurso

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2018 | 19h50

O atacante Dudu, do Palmeiras, foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a pagar R$ 25 mil para o ex-árbitro Guilherme Ceretta de Lima por danos morais. Ainda cabem recursos ao próprio STJ e ao Supremo Tribunal Federal (STF). A defesa do jogador já informou que vai recorrer.

O caso começou em 2015. Durante a final do Campeonato Paulista, Dudu foi expulso após um desentendimento com o rival Geuvânio. Após receber o cartão vermelho, o atacante do Palmeiras então empurrou Ceretta com as duas mãos pelas costas. O Santos foi campeão ao derrotar o rival na decisão por pênaltis na Vila Belmiro. Dudu foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva com uma suspensão de 180 dias, mas o Palmeiras conseguiu reduzir a pena para seis partidas.

O ex-árbitro então abriu uma ação na Justiça Comum contra o atacante do Palmeiras por danos morais. O Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que Dudu já havia sido punido pela Justiça Desportiva e que a situação não configurava dano moral ao árbitro. Agora, o STJ mudou essa decisão – e, de novo, condena o jogador a pagar a indenização.

Antes da decisão do STJ, em entrevista coletiva, o atacante afirmou que sua postura em relação aos árbitros havia mudado nos últimos anos. O atacante atuou na derrota para o Boca Juniors por 2 a 0 na última quarta pelo jogo da ida das semifinais da Libertadores. Após o jogo, a delegação viajou diretamente para o Rio de Janeiro onde enfrenta o Flamengo, neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.