Gustavo Garello/AP
Gustavo Garello/AP

Dudu minimiza críticas e diz ser amado pela maioria dos palmeirenses

Alvo de ataques na Argentina, capitão da equipe afirma que apenas uma minoria lhe trata mal

O Estado de S. Paulo

26 de abril de 2018 | 07h00

O atacante e capitão Dudu, do Palmeiras, minimizou na madrugada desta quinta-feira as críticas recebidas por parte de torcida do clube. Em entrevista coletiva em La Bombonera, após a vitória por 2 a 0 sobre o Boca Juniors, pela Copa Libertadores, o jogador disse ser amado pela quase totalidade dos fãs do time e perseguido por uma ínfima parcela.

+ Lucas Lima lamenta críticas no Palmeiras

+ Tabela da Copa Libertadores 2018

"Sempre que coloquei essa camisa joguei com muita vontade, muita raça. Lá no hotel foi um torcedor só que estava falando. O Palmeiras tem 17 milhões de torcedores. Tenho certeza que 16,5 (milhões) gostam de mim", afirmou o jogador. "Espero continuar fazendo o que eu venho fazendo, que é dar o meu melhor com essa camisa. Sempre respeitei o clube e sempre vou continuar respeitando", disse.

Dudu foi alvo de xingamentos de torcedores quando o time chegou ao hotel, em Buenos Aires, na madrugada de terça-feira. O ato foi uma resposta ao desabafo do atacante no domingo, depois da vitória por 1 a 0 sobre o Inter com gol dele, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante se recusou a comemorar e reclamou das críticas recebidas nas redes sociais.

Em entrevista ao canal Fox Sports, Dudu garantiu ser querido pelos companheiros de elenco. "Sou o capitão da equipe, sei da confiança que o time tem em mim, que o grupo tem em mim e o treinador também. Fico feliz com isso, agora é manter a tranquilidade, descansar bem, porque domingo tem um jogo difícil contra a Chapecoense", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.