Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Dudu: 'Tinha muitas propostas, mas tenho carinho pelo Palmeiras'

Com contrato renovado. atacante ressalta identificação com o clube alviverde

Redação, O Estado de S.Paulo

24 Janeiro 2019 | 11h00

De contrato renovado até 2023, o atacante Dudu falou pela primeira vez nesta quarta-feira depois de renovar o vínculo com o Palmeiras. O jogador afirmou depois da vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo-SP, pelo Campeonato Paulista, que para continuar no clube recusou muitas oportunidades de transferência e comentou ainda que alimenta a expectativa de ser convocado para a seleção brasileira.

Em entrevista ao canal Premiere, Dudu contou que a identificação com a equipe pesou para que ele permanecesse. "Eu tinha muitas propostas, mas tenho carinho pelo Palmeiras, e a torcida por mim. Fiz um bom contrato. Quero fazer outro bom ano para tentar outro título. Eu estava convicto de que queria continuar, mas chegaram algumas propostas e felizmente fiquei no Palmeiras", afirmou.

O atacante está no clube desde 2015 e conquistou nesse período três títulos. Dudu sonha também com chance de seleção brasileira. Eleito pela CBF o craque do Campeonato Brasileiro do ano passado, o atacante chegou a ser convocado por Tite para alguns dos jogos das Eliminatórias. "Se eu continuar o bom trabalho, a gente sabe que pode aparecer uma chance na seleção. Tenho de estar bem no Palmeiras para ter chance", disse.

Depois de ter atuado somente no primeiro tempo da partida contra o Botafogo, Dudu explicou que o time ainda sente falta de ritmo de jogo. "O importante é ganhar. A gente sabe que tem de melhorar muito. Mas daqui a pouco temos clássico e temos de estar 100%", comentou, ao mencionar o encontro com o Corinthians, que será no Allianz Parque, dia 2 de fevereiro.

Para Entender

Guia do Paulistão 2019: tudo o que você precisa saber sobre a competição

Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo vão iniciar competição com menos de três semanas de pré-temporada

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.