Arquivo/AE
Arquivo/AE

Dunga afirma que Tardelli fez por merecer convocação

Treinador da seleção brasileira diz que atacante do Atlético Mineiro já vinha sendo observado há algum tempo

Agencia Estado

28 de julho de 2009 | 15h51

A convocação do atacante Diego Tardelli para a seleção brasileira pode ter surpreendido muita gente, mas foi um processo natural de acordo com o treinador Dunga. Para ele, o jogador merece ser chamado devido ao desempenho que mostrou nas duas últimas temporadas, primeiro no Flamengo e agora no Atlético-MG.

Veja também:

linkDunga convoca Diego Tardelli para amistoso da seleção

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Ele vem de dois anos com ótimo rendimento, mantendo uma boa média, fazendo gols. Já estamos observando o jogador há algum tempo, ele nos agrada e agora teve sua chance. Existe um consenso na comissão técnica: quando um jogador está bem, chamamos para observá-lo", disse o técnico.

Tardelli foi a maior novidade na convocação para o amistoso contra a Estônia, no dia 12 de agosto, em Tallin. Outro nome diferente com relação à lista de Campeões da Copa das Confederações é o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid.

"O Marcelo esteve com a gente na Olimpíada, e foi bem. Depois ele mudou de posição e o rendimento não foi o mesmo, por causa da adaptação. Agora, jogando de novo na lateral ele terá uma nova oportunidade", explicou Dunga.

A inclusão de Tardelli e Marcelo - nos lugares de Alexandre Pato e Kléber - são duas das três mudanças com relação ao time campeão na África do Sul. A outra é a ausência do goleiro Victor, do Grêmio, já que apenas dois jogadores foram chamados para a posição.

Dunga admitiu que, a partir de agora, a tendência será mesmo a de mudar poucas peças. "Com o passar do tempo, sem dúvida as coisas começam a afunilar. É aquilo que já falei algumas vezes: o grupo está cada vez mais competitivo, com espírito de seleção e quem quiser entrar terá de se esforçar muito", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.