Dunga aponta erro no meio-campo e espera corrigir até quarta

Técnico diz que faltou paciência e mais posse de bola, além de jogadores estarem 'de costas para o gol'

15 de outubro de 2007 | 14h49

Corrigir o meio-campo e o posicionamento de seus jogadores. Este é o trabalho que o técnico Dunga vê como prioritário para que a seleção brasileira melhore de rendimento em relação ao jogo de domingo (no 0 a 0 contra o Equador) para a partida de quarta, contra o Equador, pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa 2010.Veja também: Seleção retorna ao Brasil e apenas reservas treinam na Gávea Vote: como você avalia a estréia do Brasil nas Eliminatórias?Para isso, ele pedirá principalmente a Ronaldinho, Kaká, Mineiro e Gilberto Silva que tenham paciência. "Temos de melhor a posse de bola, pela qualidade dos nossos jogadores. Ter paciência para abrir espaços, e principalmente, os jogadores de meio-campo não podem jogar de costas para o adversário, para chegar mais perto de gente como o Vágner Love", diz.A avaliação sobre o próximo adversário reforça a teoria de Dunga. "(O Equador) é uma seleção forte fisicamente, jogamos duas vezes contra eles e foi difícil, marcam bem e tem velocidade. Temos de ter paciência para vencer. Jogar contra o Equador sempre foi duro e ele vem de um resultado inesperado por terem sido surpreendido com aquele gol [chute de longe de Jose Manuel Rey em cobrança de falta]."Esta falta de paciência e melhor posicionamento prejudicaram também o desempenho do atacante Vágner Love, que quase não apareceu no jogo. Até por isso o técnico o isenta de uma má atuação. "Me preocuparia se ele (Vágner Love) tivesse cinco, seis chances de gol. Ele não teve e tem de trabalhar para criar chances. Isso vai acontecer dando continuidade ao trabalho".Atenção total ao gramadoNa entrevista coletiva desta segunda, no Rio, Dunga e seu auxiliar-técnico, Jorginho, reforçaram a esperança de que o gramado do Estádio do Maracanã esteja em melhores condições do que quando visitaram o local pela última vez. "Quanto melhor estiver o gramado é bom, isso facilita os jogadores", disse Dunga. "Esperamos que o gramado esteja melhor do que quando vimos na semana passada", reforça Jorginho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.