Dunga avalia que passagem de Adriano pela Inter acabou

Treinador da seleção brasileira afirma que atacante deve deixar time italiano e ir para outra equipe na Europa

Agencia Estado

24 de dezembro de 2008 | 11h03

O técnico Dunga acredita que o atacante Adriano não defenderá mais a Inter de Milão. O jogador foi afastado pelo técnico José Mourinho em outubro, ganhou nova oportunidade, mas se envolveu em novas polêmicas na Itália e teve suas férias antecipadas pela direção do clube.Veja também:Dunga revela que deve chamar Amauri para a seleção Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão "Acho que a história com a Inter chegou agora ao fim. No entanto, eu ainda acredito em Adriano", afirmou Dunga ao jornal italiano Gazzetta dello Sport. O treinador, no entanto, demonstrou sua confiança no centroavante e o convocou para o amistoso entre Brasil e Portugal, disputado em novembro. Dunga acredita que Adriano não deve retornar ao futebol brasileiro. "No Brasil, existem muitas tentações para um jogador. Talvez seja melhor ficar na Europa", avaliou. O atacante defendeu o São Paulo no primeiro semestre de 2008 e o Flamengo já revelou que gostaria de ter Adriano em 2009. O treinador brasileiro aproveitou para criticar como a imprensa italiana trata Adriano. "Vocês italianos tornaram-se muito chatos com Adriano e têm uma estranha forma de pensar sobre o álcool. Na Itália, se você bebe um copo de vinho, é normal, mas se bebe um copo de cerveja é um bêbado. Não está certo. Gostamos mais de cerveja do que do vinho brasileiro. Lembro-me que na Alemanha, o discurso era oposto", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.