Ricardo Moraes|Reuters
Ricardo Moraes|Reuters

Dunga põe pressão em Gil e Renato: 'Terão de fazer algo a mais'

Dupla, ex-Corinthians, não está em mercado de 1º mundo

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

03 de março de 2016 | 13h15

O técnico Dunga, da seleção brasileira, fez um alerta após convocar o zagueiro Gil e o meia Renato Augusto pela primeira vez após a transferência deles para o futebol da China: estes jogadores terão que "fazer algo a mais que os demais" e aprender a conviver com uma cobrança diferente daquela feita sobre os jogadores que atuam na Europa ou no Brasil.

"Quem joga em num mercado que não é de primeira linha tem que estar preparado para isso", afirmou o treinador, após anunciar a lista de 23 convocados que vão defender a seleção contra Uruguai e Paraguai, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Dunga disse entender que se trata de uma "situação de mercado", ligada à questão econômica. "Antes era a Europa (que causava dúvida sobre o desempenho dos jogadores brasileiros que se transferiam para lá), depois a Ucrânia e a Rússia. Agora é a vez da China", declarou.

Mas o treinador ressaltou que um bom desempenho durante os jogos da seleção garante a permanência. "Eu sempre disse que quem joga bem continua (na seleção), então é questão de coerência. Se o atleta jogar bem e eu não convocar de novo, perco não só ele, mas também os demais, que deixarão de confiar na minha palavra", afirmou.

Por isso, Dunga disse que a convocação dos dois ex-corintianos não deve surpreender. "Eles foram campeões brasileiros (em 2015) e jogaram bem na última convocação". A distância entre a China e a América do Sul, no entanto, preocupa. Dunga sugeriu que os atletas negociem com seus clubes a liberação com dois dias de antecedência para que possam viajar e descansar.

Gil e Renato Augusto foram dois dos 23 convocados por Dunga nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro. Os jogadores chamados vão se apresentar no dia 21 para defender a seleção nas partidas contra Uruguai e Paraguai nos dias 25 e 29 deste mês. O duelo contra os uruguaios será disputado na Arena Pernambuco. E a partida seguinte será no Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.