Luis Gene| AFP
Luis Gene| AFP

Dunga convocará Neymar para Copa América, diz jornal

Treinador negociará liberação do jogador para Olimpíada

O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2016 | 10h47

Apesar das negociações com o Barcelona, no próximo dia 5 de maio, o técnico Dunga convocará Neymar para a Copa América Centenário, que será disputada nos Estados Unidos no mês de junho. A informação foi divulgada pelo jornal catalão Sport nesta segunda-feira. 

Ao contrário dos Jogos Olímpicos, o Barcelona será obrigado a ceder o atacante caso Dunga o selecione, uma vez que a Copa América é uma competição prevista no calendário da Fifa. O time catalão já havia informado que liberaria o camisa 11 apenas para um dos dois torneios deste meio de ano.

Segundo a publicação, a eliminação do Barcelona na Liga dos Campeões evita um possível conflito no calendário do clube e da seleção brasileira. O atacante, então, se apresentaria ao técnico Dunga no dia 23 de maio, em Los Angeles, onde ficará concentrado com o resto do elenco até 27 de maio. 

Luis Enrique comandará o Barça por mais seis partidas nesta temporada, sendo cinco rodadas do Campeonato Espanhol além da final da Copa do Rei. O último jogo será a decisão da Copa, contra o Sevilla, em 22 de maio, um dia antes da apresentação dos convocados de Dunga nos Estados Unidos.

Ainda de acordo com o jornal, Dunga começará uma negociação com o time catalão para liberar o jogador também para a Olimpíada, que acontecerá de 3 a 20 de agosto no Rio. A diretoria do Barcelona já negou a possibilidade de liberar o jogador para os dois torneios que a seleção brasileira terá neste ano. A CBF, por sua vez, fez contatos com a cúpula azul-grená e até pediu para que o jogador ajude a convencer seu clube. Neymar declarou que, se o time concordar, participaria dos dois torneios. 

Há algumas semanas, o site português Football Leaks divulgou detalhes do contrato de Neymar com o Barcelona. Consta no documento que, para cada convocação à seleção brasileira que não esteja prevista no calendário da Fifa, o clube suspenderá o pagamento de salário ao jogador pelo tempo proporcional ao seu serviço no time nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.